Bandidos não pagam aluguel, e túnel para banco é descoberto em Minas

BELO HORIZONTE, MG – Um túnel de aproximadamente 40 metros de comprimento que poderia ser usado para roubo a bancos foi descoberto no centro de Poços de Caldas, município no sul de Minas Gerais.

© Divulgação/Sinpoljuspi

A escavação teve início a partir de abertura feita no piso de um imóvel comercial alugado que fica em quarteirão onde estão localizadas uma agência da Caixa e uma do Banco do Brasil.

O buraco que dá para o túnel foi descoberto nesta segunda-feira (21) depois que um oficial de Justiça esteve no local para fazer notificação pelo não pagamento do aluguel. O uso de túneis em imóveis vizinhos para assaltos se tornou conhecido nacionalmente no roubo ao Banco Central de Fortaleza, em 2005.

Ninguém foi encontrado no imóvel, e a Polícia Militar foi chamada. A porta foi arrombada. O buraco que dava para o túnel estava em um dos cômodos nos fundos do imóvel.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para inspecionar a obra. “Perto do buraco havia pás e cavadeiras. O túnel tinha cerca de 40 metros e era bem estruturado. Tinha escoras”, conta o tenente Evandro Marcio Pereira.

O oficial disse ainda que o túnel não era alto, que em partes era necessário rastejar para se locomover dentro da estrutura e que parecia seguir para as agências bancárias.

A escavação não chegou a alcançar as agências. Até esta terça-feira (22) ninguém havia sido preso. A Polícia Civil apura para que o túnel seria utilizado e o que pode ter levado à paralisação da construção. A funcionária de uma loja próxima ao imóvel disse à reportagem que o local estava sem movimento havia pelo menos cinco meses.

Segundo a delegada Juliane Emiko Hissanaga Quaggio, responsável pelas investigações, a Polícia Civil iria novamente ao local nesta terça em busca de mais provas.

A escavação no centro de Poços de Caldas não é a primeira descoberta na cidade. “No dia 31 de maio foi registrado outro caso semelhante, não na área central, onde autores construíram um túnel de aproximadamente cinco metros quadrados”, afirma a delegada em vídeo à imprensa.

“Esses dois túneis foram feitos aparentemente pela mesma quadrilha, ou pelas mesmas pessoas”, acrescentou.

Na região em que foi construído o primeiro túnel não havia agências bancárias, conforme a Polícia Civil.

A polícia não informou quem alugava o imóvel, durante quanto tempo e quando o pagamento pela locação deixou de ocorrer. O objetivo, diz, é não atrapalhar as investigações. A reportagem não conseguiu contato com o proprietário do imóvel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui